Conheça os premiados do oitavo For Rainbow
05/12/2014

Conheça os premiados do oitavo For Rainbow

Foram anunciados na noite desta quinta-feira (04), em Fortaleza (CE), os vencedores da oitava edição do For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual. A mostra competitiva internacional exibiu 06 longas e 18 curtas-metragens com as mais variadas temáticas LGBT.  O longa sueco “Algo a Romper” (foto), de Ester Martin Bergsmark, saiu com três estatuetas (melhor longa estrangeiro, melhor fotografia e melhor atriz), mesma quantidade de prêmios de “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, de Daniel Ribeiro (melhor longa brasileiro, melhor direção de arte e melhor ator). Entre os curtas, “O Clube”, de Allan Ribeiro, e “Moiré”, de Estefanía Cortes e Juancho Bañuelos, foram os destaques.O júri foi composto pelo produtor Ricky Mastro, pelos cineastas Barbara Cariry e Armando Praça, pela diretora de fotografia peruana Micaela Cajahuaringa e pelo crítico de cinema Diego Benevides.

Veja a lista completa dos vencedores:
Melhor Longa Estrangeiro: “Algo a Romper” (Suécia), de Ester Martin Bergsmark
Melhor Longa Brasileiro: “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, de Daniel Ribeiro
Melhor Curta Estrangeiro: “Moiré” (Espanha), de Estefanía Cortes e Juancho Bañuelos
Melhor Curta Brasileiro: “O Clube”, de Allan Ribeiro
Melhor Direção: Desiree Akhavan, pelo longa “Uma Boa Menina” (EUA)
Melhor Roteiro: René Guerra, pelo curta “O Olho e o Zarolho” (Brasil)
Melhor Atriz: Saga Becker, pelo longa “Algo a Romper” (Suécia)
Melhor Ator: Ghilherme Lobo e Fabio Audi, pelo longa “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” (Brasil)
Melhor Fotografia: Lisabi Fridell e Minka Jakerson, pelo longa “Algo a Romper” (Suécia)
Melhor Direção de Arte: Olivia Helena Sanches, pelo longa “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” (Brasil)
Melhor Edição: Bryan Mason, pelo longa “Toda Terça-Feira” (Austrália)
Melhor Trilha Sonora Original: Pedro Marques, pelo curta “Maria” (Reino Unido)
Melhor Desenho Sonoro: 
José Motta, pelo longa “São Paulo em Hi-Fi” (Brasil)
Menções Honrosas: longa “Favela Gay” (Brasil), de Rodrigo Felha, e curta “Sendo Stavros” (Reino Unido), de Jonothan McLeod 

(Diego Benevides, do blog Precisamos Falar sobre Cinema)