Conheça o Júri do 9º For Rainbow
22/09/2015

Conheça o Júri do 9º For Rainbow

 O júri do 9º For Rainbow- Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual,  é formado por artistas e jornalistas. O júri é responsável por decidir quem receberá o prêmio Açucena nas seguintes categorias: Melhor Longa Metragem Nacional, Melhor Longa Metragem Internacional, Melhor Curta Metragem Nacional, Melhor Curta Metragem Internacional, Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Roteiro, Melhor Trilha Sonora Original, Melhor Direção de Arte, Melhor Desenho Sonoro, Melhor Ator e Melhor Atriz.   
         Nesta edição, o júri será presidido pelo professor e cineasta Joe Pimentel.  Além de Joe Pimentel, compõem o júri do 9º For Rainbow os jornalistas André Bloc e Cynthia Garcia Calvo; a artista e professora  Grá Dias; e a cineasta e roteirista Janaína Marques. A seguir, conheça um pouco mais da biografia dos jurados.   

ANDRÉ BLOC
 
André Bloc é jornalista formado pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em 2010 e trabalha há quatro anos como repórter cultural no núcleo de Cultura e Entretenimento do jornal O POVO, no qual escreve principalmente sobre cinema e cultura pop. Na área cinematográfica, é formado nos cursos 'Teoria, Linguagem e Crítica', módulos I e II, ministrados pelo crítico Pablo Villaça; 'Como Ver um Filme', módulo 2, da jornalista Ana Maria Bahiana; 'A História do Cinema de Horror', do jornalista e crítico Carlos Primati; e 'Introdução à Crítica Cinematográfica', do professor e crítico Marcelo Ikeda.   

CYNTHIA GARCIA CALVO
Cynthia Garcia Calvo é jornalista, produtora de audiovisual e programadora com mais de quinze anos de experiência no meio do audiovisual. Trabalhou como cronista cinematográfica no rádio, imprensa e meios comunicação virtuais argentinos e internacionais, realizando a cobertura de mais de 30 festivais em todo o mundo, dentre eles Cannes, Locarno, San Sebastian, Bafici, Cartagena, Guadalajara, Mostra de São Paulo, IFF Panamá, Gramado e Mar del Plata. Foi jurada em destacados festivais de cinema e assessora em vários projetos cinematográficos.  Atualmente é redatora da LatAm Cinema, portal e revista digital de cinema latino-americano. Paralelamente, desempenha atividades de produção executiva em Grita Medios, produtora localizada em Santiago, Chile. É também programadora do Festival de Cinema de Mulheres - FEMCINE.    

JOE PIMENTEL
 
Nascido no Ceará, Joe Pimentel iniciou sua carreira na década de 1980 realizando filmes em Super-8. Desde então, já participou como Operador de Câmera, Fotógrafo e Assistente de Direção de diversas produções rodadas no Ceará, como: Sertão das Memórias; Um Cotidiano Perdido no Tempo; O Último Dia de Sol; Oropa, França e Bahia; Villa Lobos – Uma Vida de Paixão; Milagre em Juazeiro; Noviço Rebelde, entre outros. Em 2001 dirigiu o curta “Retrato Pintado” em 35mm, filme que recebeu mais de 20 premiações em festivais nacionais e internacionais. Junto com Tibico Brasil, realizou em 2005 o filme Canoa Veloz. Em 2006 dirigiu Câmara Viajante, filme que também  recebeu os mais importantes prêmios em festivais de cinema brasileiro. Co-dirigiu em 2007/2008, ao lado de Glauber Filho, o longa Bezerra de Menezes - O Diário de Espírito. Em 2008 realizou  o curta-metragem “Invenção do Sertão”  com Armando Praça. Em 2010 filmou o longa Homens Com Cheiro de Flor, e em 2012 produziu, junto com Célia Gurgel, o documentário Damas da Liberdade. Desde o ano de 2003 dirige a Trio Filmes. Atua também, desde 1999. como professor de Fotografia e Direção no curso de Cinema da Casa Amarela Eusébio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará.

JANAÍNA MARQUES RIBEIRO
 
Janaína Marques é diretora e roteirista, nascida em Brasília. É graduada em Direção de Cinema e TV pela Escuela Internacional de Cine y TV (EICTV-Cuba) e em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Também possui pós-graduação  em Gestão da Indústria Cinematográfica pela Universidade Carlos III de Madri, na Espanha. Em Fortaleza, estudou Realização Audiovisual, Teatro e Crítica Cinematográfica. Em sua passagem pela EICTV (2006-2009), produziu o curta “Los minutos, Las horas”, do Prix RADI de L’Agence du Court Métrage (Short Film/Cannes Film Festival 2011). Em sua trajetória, ganhou premiações em diversos outros festivais, como em San Sebastián, Biarritz e Munich. Realizou e trabalhou em cerca de 15 trabalhos audiovisuais, entre eles os curtas “Isla” (2007), “Ecce Homo” (2008) e “Tambores de Corpos” (2002).  Foi aluna de Abbas Kiarostami, cineasta ganhador da Palma de Ouro em 1997, e de Lucrecia Martel, ganhadora do prêmio Sundance/NHK Filmmaker Award em 1999. Atualmente, Janaína Marques é coordenadora do Laboratório de Criação em Audiovisual/Cinema da Escola Porto Iracema das Artes.

GRÁ DIAS

formada em Letras pela UFC. Foi aluna da primeira turma da Escola Pública de Audiovisual de Fortaleza, Vila das Artes. Há doze anos trabalha com audiovisual, com roteiro, animação e montagem. Foi coordenadora técnica de Audiovisual na ONG Fábrica de Imagens e, atualmente, assistente de coordenação em artes visuais e multimeios no Porto Iracema das Artes, Dragão do Mar